Sabrina Carpenter Brasil

Sejam bem-vindos ao Troian Bellisario Brasil! A sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Troian Bellisario no Brasil, conhecida pelo seu papel na série "Pretty Little Liars" como Spencer Hastings. Navegue pelos menus acima e sinta-se em casa!
08.01.2019

Assista a “Nights & Weekends” – Novo curta

Foi lançado recentemente, um novo curta estrelado pela Troian. Dessa vez para encenar a música Fading Light, da banda “Nights & Weekends”. O curta foi dirigido pelo amigo da Troian, Josh Close. Confira abaixo:

Fizemos capturas de tela do curta, você pode conferir clicando nas miniaturas abaixo:

Fizemos também alguns icons pra vocês usarem no Twitter. Confira:

Se usarem, por favor deem os créditos a @troianbrcom ou @troianmyair. Obrigada!

Publicado por   |   Armazenada em: Uncategorized
22.12.2018

Divulgado o trailer de Where’d You Go Bernadette

Essa semana foi divulgado o tão esperado trailer de “Where’d You Go Bernadette”, comédia estrelada por Cate Blanchett e que conta com nossa querida Troian Bellisario no elenco.

Troian interpreta Becky, a primeira pessoa que Bernadette (Cate Blanchett) encontra após “sumir” sem deixar rastros.

Confira o trailer legendado pela nossa equipe abaixo:

O filme tem estreia prevista para a primavera norte-americana, entre março e junho de 2019.

Fiquem ligados nas nossas redes sociais para mais informações!

Publicado por   |   Armazenada em: Uncategorized
04.08.2018

Divulgado o trailer de “Clara”

Durante essa semana, tivemos várias novas informações sobre Clara, longa metragem estrelado por Troian ao lado de seu marido Patrick Adams. Na quarta (1), foi anunciado que o filme teria sua estreia em setembro durante o TIFF (Toronto International Film Festival), acompanhado do poster oficial do longa, confira em nossa galeria clicando nas miniaturas abaixo:

CLARAPOSTER-001.jpgCLARAPOSTER-001.jpgCLARAPOSTER-001.jpgCLARAPOSTER-001.jpg

Também foram divulgados alguns stills do filme, que vocês também podem conferir clicando nas miniaturas abaixo:

clarastill-001.jpgclarastill-002.jpgclarastill-001.jpgclarastill-002.jpg

Na tarde de ontem (3), foi divulgado o trailer do filme, que legendamos para vocês, para assistir, ative o player abaixo:

Publicado por   |   Armazenada em: Clara, Filmes, Galeria, Stills, Trailer, Vídeos legendados
29.03.2018

Icons da Troian em We Are Here

Como muitos de vocês já sabem, ontem foi lançado o novo curta da Troian com seu marido, Patrick Adams. We Are Here, que conta a história de um casal que está pensando se deve ou não colocar um filho no mundo.

O curta pode ser assistido clicando aqui, você precisa comprá-lo por apenas 2 dólares e também baixar.

Resolvemos fazer alguns icons para que vocês possam usar em suas redes sociais já que esse curta possui muitas cenas maravilhosas da Troian.

Esperamos que gostem, e se quiserem dar créditos ou agradecer, mandem para @troianmyair no Twitter. 🙂

Publicado por   |   Armazenada em: Screencaps, TBBR
04.01.2018

Troian vai dirigir um episódio de “Famous In Love”

Na noite de ontem (3), Troian surpreendeu a todos quando postou a seguinte foto em sua conta oficial do Instagram:

Oh well don’t mind if I do… @famousinlovetv

Uma publicação compartilhada por Troian Bellisario (@sleepinthegardn) em

Acontece que: Troian vai dirigir um episódio da série “Famous In Love”, da mesma criadora de Pretty Little Liars, Marlene King.

Ainda não sabemos qual será o episódio e nem quando ele irá ao ar, mas fiquem ligados em nossas redes sociais para ficar sabendo assim que sair.

Publicado por   |   Armazenada em: Atualizações, Programas de TV
23.10.2017

Glamour: Troian Bellisario quer etiquetas em todas as fotos com photoshop

No último sábado, Troian compartilhou um post sobre uma nova lei na França que exige que as fotos de propagandas que foram “photoshopadas” tenham uma etiqueta de aviso, ela salientou a importância disso e pediu para os EUA também aderir. O site da revista Glamour fez uma matéria sobre isso, confira traduzido abaixo:

Em um pedido para ter mais transparência nas propagandas, Troian Bellisario está impulsionando que as marcas que usam photoshop em suas campanhas usem etiquetas avisando – uma jogada que irá ajudar as meninas e mulheres que sofrem com a imagem corporal e distúrbios alimentares, assim como ela faz, levantando os padrões potencialmente perigosos de beleza.

No sábado, ela postou um vídeo do ATTN, sobr uma lei na França que requer que as imagens sejam etiquetadas se foram ajustadas no photoshop para fazer as modelos parecerem mais magras – e seu apoio a essa medida.

Thank you @attndotcom for sharing this. I do not agree with all of this. I do not want to BODY SHAME Naturally thin women nor do I want to dictate whether or not they should work based on weight or whether or not they have a mental illness (ED) HOWEVER the thing I love about this is we in America Should have MANDITORY WARNINGS on images in ADvertisements & PRESS that have been doctored. Because the real issue (in my opinion) is that we are selling products (clothes, perfume, music, film) on unrealistic and doctored images of people. And I for one would want to know, I would want my friends to know and strangers and especially young men and women to know if they were looking at something real or something fake. Because then we can see clearly that we are being sold products on the basis of first making ourselves feel less than (not pretty enough not skinny enough not healthy enough whatever) so we “need to buy this product to be like the person in the ad. And feel better about ourselves” Well guess what. The person in the ad doesn’t even look like that. What an amazing world it would be if we could just acknowledge that. And then celebrate that we all look different, have different bodies and different backgrounds and histories, and then find all of those differences beautiful. Happy Saturday.

Uma publicação compartilhada por Troian Bellisario (@sleepinthegardn) em

“Obrigada ATTN por compartilhar isso. Eu não concordo com tudo isso. Eu não quero praticar body shaming com as mulheres naturalmente magras e não quero ditar se elas devem trabalhar no peso ou se tem alguma doença mental (Distúrbio alimentar) ou qualquer que seja, o que eu amo sobre isso é que nos EUA deveríamos ter AVISOS OBRIGATÓRIOS nas imagens das propagandas e imprensa que foram tratadas. Porque é um problema real (na minha opinião) que estamos vendendo produtos (roupas, perfumes, música, filmes) em imagens irreais de pessoas. E eu gostaria de saber. Eu gostaria que meus amigos soubessem e estranhos e especialmente jovens mulheres e homens saibam que estão olhando para algo real ou falso. Porque assim podemos ver claramente que estão nos vendendo produtos na base do marketing e nos sentimos menos inferiores (não bonitos o suficiente, não magros o suficiente, não saudáveis o suficiente, tanto faz) então “precisamos comprar esse produto para ser como a pessoa na propaganda. E nos sentir melhores consigo mesmos”. Bom, adivinha. A pessoa na propaganda nem é assim. QUe mundo maravilhoso seria se pudéssemos perceber isso. E então celebrar que todos somos diferentes, temos corpos diferentes e origens e histórias diferentes, e então achar essas diferenças bonitas. Feliz sábado.”

(Tem uma segunda parte da lei francesa – uma que ela não é muiito fã. Que é pedir para as modelos terem uma nota de médicos dizendo que elas estão saudáveis para trabalhar. Troian diz que ela não quer praticar body-shaming com mulheres magras naturalmente, e não quer ditar como elas devem ser baseado no peso ou se tem algum problema mental.)

Fonte: Glamour

Publicado por   |   Armazenada em: Matéria, Pessoal
27.09.2017

Patrick diz que Troian ama quando ele tem um papel doido

Patrick concedeu uma entrevista ao site ET Online, onde fala sobre a Troian gostar dos papéis estranhos e obscuros que ele faz. Confira abaixo traduzido:

Na vida real, o ator Patrick J. Adams está casado e feliz com a estrela de Pretty Little Liars, Troian Bellisario. Na série Suits, o personagem de Adams, Mike, irá casar com seu amor de longa data, Rachel (interpretada por Meghan Markle). No último papel de Adams, ele está sendo um pouco diferente: um solteiro.

Na webserie Pillow Talk, Adams interpreta um “solteiro torturado” que quer atingir uma “luz espiritual” enquanto faz sexo casual.

Interpretando um solteiro super sexualidado pode ser um pouco complicado quando se tem uma esposa. Felizmente, Bellisario não tem problemas com isso. “Ela ama essas coisas; ela não liga. Ela ama me ver ficar estranho,” diz Adams.

“Ela se diverte quando vou pra casa e conto para ela o que eu fiz todos os dias, e ela fica meio ‘Ok, isso é diferente,'” Adams brinca. “Ela lê as falas comigo e fica meio ‘Mal posso esperar para ver como isso vai ficar,'” diz Adams.

Como não amar esse casal?

Fonte: ET Online

Publicado por   |   Armazenada em: Uncategorized
26.08.2017

Troian Bellisario será homenageada no Television Industry Advocacy Awards

O site TV Insider fez uma matéria com os atores e atrizes que serão homenageados no Television Industry Advocacy Awards desse ano, e a Troian está entre eles. Confira traduzido abaixo:

As estrelas da televisão são normalmente admiradas por seu trabalho nas telas, mas é o trabalho que eles fazem nas horas fora do set que dão um grande impacto. O anual Television Industry Advocacy Awards honra esse trabalho.

No início do mês, o Creative Coalition e o TV Guide Magazine anunciara os homenageados para o Television Industry Advocacy Awards, que inclui a estrela de This Is Us, Chrissy Metz, Keegan-Michael Key (Friends from College), Alyssa Milano (Wet Hot American Summer: Ten Years Later), Regina King de American Crime, Seth Green (Family Guy), Finn Wolfhard de Stranger Things, a atriz de Agents of S.H.I.E.L.D., Chloe Bennet e Troian Bellisario de Pretty Little Liars.

O Television Industry Advocacy Awards, que beneficiam o Creative Coalition, acontece no dia 16 de setembro de 2017 em Hollywood na Califórnia. A cerimônia é organizada pelo TV Guide Magazine e o TV Insider com o apoio do BBVA Compass.

Fonte: TV Insider

Publicado por   |   Armazenada em: Atualizações, Eventos
10.08.2017

Troian concede entrevista ao The Mighty e fala sobre Feed

Troian concedeu uma entrevista recentemente ao site The Mighty, onde falou sobre o porque de ter feito Feed de uma maneira diferente dos outros filmes sobre distúrbios alimentares. Confira traduzido abaixo:

Histórias de distúrbios alimentares são normalmente contadas vindo de fora. Você sabe a história: uma garota tem problemas de auto imagem, a garota começa a restringir comida, talvez tenha uma intervenção e finalmente, a garota começa sua jornada para a recuperação.

Quando a estrela de “Pretty Little Liars”, Troian Bellisario começou a trabalhar nesse filme inspirado em sua experiência pessoal com os distúrbios alimentares, ela queria contar uma história diferente – uma vista de dentro. Seu filme, “Feed”, no qual ela escreveu e estrela, não é uma história estereotipada dos distúrbios alimentares mas uma tentativa de capturar o que está realmente acontecendo dentro da cabeça de alguém com distúrbio alimentar.

“Quando comecei a olhar para esses personagens com distúrbios alimentares e a maneira que eles eram observados vindo de fora, eu fiquei meio, ‘Bom, isso não ajuda.’ Não tem um filme que eu possa apontar para que meu pai ou meu irmão possam entender porque eles me disseram para comer o sanduíche, e eu simplesmente não podia,” ela conta ao The Mighty.

A dinâmica dos gêmeos nos distúrbios alimentares

Menos de um mês depois da estreia do filme (e mais de um mês depois da finale de PLL) conversamos com Bellisario sobre o que a inspirou a fazer “Feed” e o quão parecida ela é com sua personagem, Olivia.

“Feed” não começa com o desenvolvimento de um distúrbio alimentar. Ao invés disso, somos apresentados aos gêmeos, Olivia Gret e Matthew Grey que estão começando o primeiro dia do último ano do ensino médio. Naquela noite, Matthew morre tragicamente em um acidente de carro enquanto Olivia, sentada no banco do passageiro, sobrevive. Esse trauma é o que catalisa Olivia a cair na restrição alimentar. Seu irmão aparece e conversa com ela, encorajando o comportamento e descobrimos que ele é o próprio distúrbio alimentar.

Enquanto crescia, os melhores amigos de Bellisario eram gêmeos, um menino e uma menina. Embora ela diga que eles não são os personagens que inspiraram Olivia e Matthew, a proximidade e a dinâmica dos gêmeos ressoou. Quando um deles disse, “Eu não sei o que eu seria sem meu gêmeo em minha vida,” lembou a identidade que ela construiu com seu distúrbio alimentar. Ela conta ao The Mighty:

A identidade deles no mundo é emparelhada, é duplicada, e eu acho que é algo que pessoas com problemas mentais também passam quando começam a procurar tratamento Se você se mover no mundo como alguém que se identifica anoréxico, ou que se identifica como alguém lutando contra a bulimia ou com excesso de comida, o que acontece quando você começa a forjar uma nova identidade? Tem uma traição com seu eu anterior? Você está mentindo? Ou você está “melhorando”? Algum dia vai embora? Isso é parte da sua identidade. A maneira que Olivia é uma gêmea e seu gêmeo não está mais vivo, ela não é mais gêmea agora? Para mim, isso também é algo que eu queria explorar.

Ela também esperava representar os distúrbios alimentares como uma gêmea que mostraria porque comportamentos desordenados são tão difíceis de largar. Distúrbios alimentares, ela disse, não são só distúrbios – eles atuam como amigos. No filme, Olivia teve dificuldade para largar seu distúrbio alimentar porque isso significaria largar seu irmão – e que ela não conhece a vida sem ele.

O que eu queria fazer era criar um situação em que eles pudessem ver a manifestação física da doença mas também o quão próxima é das pessoas. É por isso que tinha que ser o gêmeo da Olivia, Matt, que é tudo para ela. Porque eu precisava que todos entendessem que não é só uma doença. É seu melhor amigo. É seu segredo. É sua força. É sua fraqueza. É tudo em um só, e é por isso que é tão difícil de cortar.

Onde a história de Bellisario e Olivia colidem

Em uma cena inicial, Olivia está conversando com o diretor, que lhe diz que ela tem as notas mais altas da turma e vai poder ser a líder da turma. Em vez de parecer entusiasmada, Olivia percebe que ainda tem um ano escolar inteiro e se recusa a comemorar antes. Ele então a entrega uma longa lista de faculdades para se inscrever, e ela pega ansiosamente. Depois, quando ela vai correr antes do jantar, seu pai a questiona porque ela não corre mais. Antes de sabermos sobre o distúrbio alimentar, vemos Olivia como uma perfeccionista e está sendo colocado em um nível de pressão de sua família.

Filha de dois produtores, Bellisario não estranha altos padrões e íngremes expectativas, embora admitiu que algumas delas foram auto-impostas. Ainda sim, se tivesse um diagrama de Venn de sua história com a da Olivia, Bellisario disse que perfeccionismo seria a principal sobreposição:

Particularmente quando meu distúrbio alimentar começou a se manifestar de uma maneira forte, foi definitivamente porque eu não sentia que tinha uma maneira de sair. Eu sentia que eu tinha que me segurar em um certo padrão de desempenho acadêmico, ou desempenho atlético, de ser a filha perfeita da melhor maneira que eu podia, e se esses padrões fossem ou não impostos em mim, era só eu me impondo porque eu acreditava que o mundo queria mais de mim.

Porque filmar não foi a parte mais difícil

Para se preparar para o papel, Bellisario teve que entrar em um lugar obscuro do seu passado – emocionalmente e fisicamente. E enquanto ela tinha que seguir uma certa restrição em uma dieta para perder peso, ela disse que restringir não foi a parte mais difícil – foi parar depois que o filme acabou de ser filmado. Porque, em sua experiência, um distúrbio alimentar é um mecanismo de enfrentamento para ajudar a lidar com um problema mais profundo, e ela descobriu que se relacionar com os hábitos antigos a ajudaram a lidar com o estresse. Mas veio com um custo:

Eu tive permissão de voltar para esse mundo, e a parte mais difícil foi me livrar desses hábitos… Eu estava divulgando o filme e eu estava falando sobre ele. Então a luta voltou, Ok, estou falando sobre todos esses sentimentos, mas não posso voltar a restringir.. Não estou filmando agora, eu preciso continuar fazendo a escolha da saúde. Isso, para mim, foi a parte desafiadora. Foi, na verdade, me envolver com esses sentimentos que o filme trouxe mas não poder me envolver de uma maneira desordenada.

O que Bellisario espera que você tire disso

Enquanto Bellisario disse que “Feed” foi uma reação de como os distúrbios alimentares são representados na mídia, também foi uma reação para como as pessoas em sua vida trataram seu distúrbio alimentar. “Por mais cuidadosos que eles foram e por mais que eles queriam entender o que eu estava passando… Foi como se eles tivessem simpatia e não empatia,” ela disse. “Eles tinham a simpatia porque ficavam meio,’Eu posso ver que você está sofrendo, eu posso ver que é doloroso, eu vejo que você está envolvida em uma guerra com seu corpo,’ mas não tinha empatia porque eles não conseguiam se encaixar dentro da experiência, e no meu corpo.”

Ela espera que o filme ajude amigos e família a reconhecerem quando seu ente querido está lutando com isso. Muitas vezes, ela dsse, nos estados iniciais do seu distúrbio alimentar, alguns amigos e família perceberam que algo estava errado mas não tinham certeza do que procurar. Ela também quer que esses que estão lutando se sintam compreendidos e vejam que, como Olivia, eles merecem tratamento e dar os passos para a recuperação. Ela contou ao The Mighty:

Eu só quero que as pessoas vejam esse filme e tenham uma expectativa diferente do que parece ser lutar contra isso, e eu acho que é importante que eu não sou a única voz que fala sobre isso. Eu quero adicionar mais pessoas na conversa, e apoiar essa conversa.

Bellisario recebeu apoio da NEDA durante o processo de fazer o filme, e para devolver o favor, ela está vendendo camisetas de Feed com os gêmeos e todo o valor vai para o NEDA. Ela disse que a melhor reação que ela recebeu do filme foi das pessoas com distúrbios alimentares – para quem, ela disse, o filme foi realmente feito.

“Acho que esse filme foi importante para mim porque é minha jornada de recuperação e levar minha experiência e levar todas as experiências que eu ouvi, e canalizar no meu trabalho e na minha arte, para sentir que não perdi uma parte da minha vida. Ou que uma parte de mim não morreu e se foi, que eu posso ser algo que se torne um presente criativo e positivo que eu possa dar para outras pessoas,” ela diz, rindo. “Então, é muito para pensar.”

Fonte: The Mighty

Publicado por   |   Armazenada em: Entrevistas, Feed